terça-feira, 21 de outubro de 2008

aos tamancos - parte 2

Volto ao momento adolescente. 
Para os tamancos.
O mesmo enredo de sempre, o mesmo personagem. O livre arbítrio e você, esquecendo sempre do elemento destino.

**** 

Queria ser teu corpo
saber sempre tua temperatura
sorver a chuva que te molha
e acordar na tua boca
como saliva ácida
queimando tuas dores
ardendo em tua febre
viver na tua morte
recorrer ao segundo da tua eternidade

****

o seu olhar


Paulo Tatit / Arnaldo Antunes

O seu olhar lá fora,
O seu olhar no céu,
O seu olhar demora,
O seu olhar no meu,
O seu olhar, seu olhar melhora
Melhora o meu.

Onde a brasa mora e devora o breu
Como a chuva molha o que se escondeu.
O seu olhar, seu olhar melhora, melhora o meu.

O seu olhar agora, o seu olhar nasceu, o seu olhar me olha, o seu olhar é seu.
O seu olhar, seu olhar melhora, melhora o meu...



2 bocejos:

Lucas Franco disse...

Para sempre o meu amor. Juju, você sempre me comove! E eu te amo! Volta logo, ó luz da cidade cinza!

luisa soler disse...

entro aqui e começo a ouvir a nina simone.
perfeito.
rs

abraços.